quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Encontro fortalece defesa do manancial Piquiri-UNA



O Fórum Permanente S.O.S. rios, Piquiri e Una realizou mais encontro com representantes da sociedade civil e Igrejas, em defesa do manancial dos rios, Piquiri e Una. O objetivo do encontro foi planejar e ampliar os agentes de mobilização desta luta para o grande momento regional que acontecerá no mês de outubro deste ano.

O manancial é o provedor da água potável para a população dos municípios de Pedro Velho, Montanhas e Nova Cruz e, quando da construção da nova adutora pelo governo do estado, se estenderá até os municípios de Santo Antonio e Serrinha. Atualmente o Rio Piquiri abastece uma população de aproximadamente 150 mil habitantes no Agreste e litoral sul potiguares, com uma adutora que já está obsoleta há pelo menos 20 anos. 


O encontro aconteceu na manhã de quinta-feira, 17 de agosto, no mercado público de Nova Cruz, e contou com representantes de Igrejas Evangélicas, da Igreja Católica – através do Serviço de Assistência Social –SAR da Arquidiocese de Natal e da Pastoral da Comunicação (Pascom da Paróquia de Nova Cruz), da EMATER/Escritório local, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, de Associações, do Centro Potiguar de Cultura – CPC/RN, CRAS de Nova Cruz, Câmara Municipal de Nova Cruz, Conselhos: Municipal e Tutelar de Nova Cruz, e de populares, que debateram e definiram as estratégias de mobilização para o grande evento que marca o dia “D” de luta em defesa dos rios. que busca dar visibilidade às diversas autoridades, municipais, estaduais e federais, dos problemas detectados nestes rios, que já afetam suas capacidades de abastecimentos e de promoção do desenvolvimento econômico destas populações.



Estudos relatados pelo Fórum dão conta de que o rio está com capacidade cada vez menor, em virtude do assoreamento desenfreado, dos desvios dos cursos das águas, dos desmatamentos em suas margens promovidos pelas usinas, enfim, por uma gama de fatores apresentados e com um futuro agravante: A construção de uma nova adutora, com vazão direta do manancial até Nova Cruz e com ampliação até os municípios de Santo Antonio e Serrinha. É necessário, portanto, um amplo e permanente trabalho de mobilização para a preservação do rio Piquiri e de implantações de projetos sustentáveis, que permitam sua plena saúde, para que ele possa em retribuição manter estes abastecimentos e o desenvolvimento das populações por ele, beneficiadas.

Convite para missa de aniversário sacerdotal do Padre Luciano


A Paróquia da Imaculada Conceição, formada pelos municípios de Nova Cruz e Lagoa D’Anta, convida os fieis paroquianos e amigos para Solene Celebração Eucarística em Ação de graças pelo 5º aniversário de Ordenação Sacerdotal do Pe. Luciano Inácio, Vigário Paroquia. A missa acontecerá dia 24 de agosto, às 19h, na igreja Matriz da Imaculada Conceição de Nova Cruz. 

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Vídeo: Padres fazem convite para missa com oração de cura e libertação

video

Confira o vídeo dos padres Aerton e Luciano, pároco e vigário paroquial , respectivamente, da Paróquia da Imaculada Conceição, formada pelos municípios de Nova Cruz e Lagoa D’Anta, para missa com oração de cura e libertação, agendado para dia 31 de agosto de 2017.

Canonização dos Protomártires do Brasil


Canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, os protomártires do Brasil

No dia 15 de outubro, às 10 horas (horário de Roma), na Praça de São Pedro, no Vaticano, o Santo Padre, Papa Francisco, canonizará os padres André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e 27 companheiros leigos. Serão os primeiros santos mártires do Brasil. Grupos de padres e leigos já estão se organizando, em caravanas, para ir a Roma, participar da celebração.

Celebrações em ação de graças

Na Arquidiocese de Natal, serão celebradas missas em ação de graças pela canonização, posteriormente. No dia 28 de outubro, às 17h, a celebração será no monumento dos Mártires, na comunidade de Uruaçu, no município de São Gonçalo do Amarante, presidida pelo Cardeal Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo.

No dia 29, às 10h, a celebração será no Santuário dos Mártires, no bairro de Nazaré, em Natal, presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello.

No dia 4 de novembro, às 16h, a missa em ação de graças será celebrada na capela de Nossa Senhora das Candeias, na comunidade de Cunhaú, no município de Canguaretama, presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha.

Fonte: Arquidiocese de Natal



terça-feira, 15 de agosto de 2017

5º Fala vocações acontecerá dia 20


O Colégio de Nossa Senhora do Carmo e Paróquia da Imaculada Conceição, em Nova Cruz e Lagoa d'Anta, realizará o 5º Fala vocações, próximo domingo, dia 20, das 8h15 às 11h35, no Colégio de Nossa Senhora do Carmo. O objetivo do evento é proporcionar conhecimento sobre as diversas vocações da igreja. Na programação consta momentos de acolhida, animação, oração, apresentação, palestra com Irmã Renata Lisboa, da Congregação Franciscana do Bom Conselho, além de mesa redonda com convidados abordando o tema vocações. 

Participarão da mesa redonda o Pe. Luciano Inácio, vigário paroquial de Nova Cruz, o casal Maria de Lourdes e Rosalvo Soares (Lourdinha e Rosalvo), Irmã Renata Lisboa, diácono permanente João Aparecido, da Paróquia de Passa e Fica, e religiosas da Congregação Filhas do Amor Divino. 

Padre Aerton marca data da missa com oração de cura e libertação em Nova Cruz

Missa de cura acontecerá dia 31 de agosto


O Pe. Aerton Sales, pároco da Paróquia da Imaculada Conceição de Nova Cruz e Lagoa d'Anta, já tem data definida para as missas com oração de cura e libertação. As missas acontecerão na última quinta-feira de cada mês. A primeira missa será realizada na quinta-feira, 31 de agosto de 2017, na igreja matriz de Nova Cruz, a partir das 19h.

Renovação da Aliança da Mãe Rainha acontecerá dia 18


Mensalmente no dia 18 acontece na capela Mãe Peregrina no bairro Planalto em Nova Cruz, a renovação da aliança de amor da Mãe Rainha. Na próxima sexta-feira, 18 de agosto, será realizado mais uma renovação da aliança com a presença das missionárias da Mãe Rainha. A celebração acontecerá às 19h. 

Fotos: Renovação da aliança realizada em 18 de julho

Setorização: espaço de protagonismo


A expressão e prática sem as quais essa postura missionária não terá êxito é conversão pastoral
Por Pe. Matias Soares *

Estamos para celebrar os dez anos da V Conferência de Aparecida, que aconteceu em 2007. Esta foi, sem dúvida, uma das mais belas experiências eclesiais pós-conciliares que já houve depois do Concílio Vaticano II. A América Latina foi agraciada com cinco destes eventos. Um, antes do Concílio (Rio de Janeiro) e quatro depois (Medellín, Puebla, Santo Domingo e Aparecida). A leitura das conclusões destes momentos é obrigatória para quem quiser sentir o caminhar da Igreja latino-americana nestes últimos tempos.

Tirando a primeira, as demais não podem ser entendidas e interpretadas sem a leitura dos dezesseis documentos conciliares. É imprescindível, não só os quatro principais, a saber: Lumen Gentium, Gaudium et Spes, Sacrossantum Concilium e Dei Verbum, mas maxresdefaulttodos os demais. Na introdução do sétimo volume das Obras Completas do teólogo Ratzinger, ele menciona a importância da Dignitatis Humanae, justamente sobre a Liberdade Religiosa, tema tão relevante nos dias atuais. Isso para dizer que há referenciais teológicos e eclesiais ainda a serem explorados dos ensinamentos conciliares.


A Europa pensou as linhas mestras do Concílio; todavia, a América Latina, com o protagonismo pastoral dos seus padres conciliares, com uma aplicação contextualizada, inclusive com a opção feita no Pacto das Catacumbas, é quem mais avançou na consecução das propostas e orientações pastorais. Até uma teologia contextualizada surgiu, como em outras partes do Mundo, a chamada “Teologia da Libertação”. Aqui me vem em mente, necessariamente, a obra fantástica e de necessária leitura para os estudantes de teologia da América Latina: Teologia de la Liberacion, (Gutierrez, G.).